Pesquisar
Pesquisar

Um olhar sobre a história dos Cinco Cubanos

João Baptista Pimentel Neto

Tradução:

Susana Gomes Bugallo*

Los Cinco libro
Nyliam Zamora Vazquez e Oliver, autores de Retrato de uma ausência.

Impresso pela Editora Capitão San Luis, o livro Retrato de uma ausência dos jornalistas Oliver Nyliam Vázquez García Zamora Oria, visa alcançar aqueles que no mundo ainda não conhecem as impressionantes histórias de vida dos Cinco Cubanos.

“Gerardo, Ramón, Antonio, Fernando e René são cinco homens bons e especiais que merecem ser conhecidos a partir de ângulos diferentes” . Esta é a opinião dos jornalistas Nyliam Vazquez Garcia e Oliver Zamora Oria que por mais de dois anos trabalharam na elaboração do livro “Retrato de uma ausência” que narra a história de cinco cubanos que para impedir atos terrorista, foram submetidos a condenações injustas nos Estados Unidos e continuam presos há mais de 16 anos.
Em coletiva a imprensa, os autores forneceram detalhes sobre o livro, no qual se discute, entre outros temas, os atos terroristas praticados pelos Estados Unidos contra Cuba.
Nas páginas de Retrato narra desde os momentos iniciais da partida dos Cinco e a dolorosa situação de suas famílias lidam com a situação dolorosa, e um resumo do processo legal e seu fundo sentimental é exibido, e ainda por cima são expressões solidariedade internacional e seu papel essencial na luta pela causa exercer com total dedicação.
Nyliam Vázquez disse que espera que o leitor a se identificar com as histórias desses homens e veja os cartazes por trás desses cinco cubanos gigantes e heróis e heroínas de suas famílias. É essencial compreender também tudo o que impediu esses jovens para defender a dignidade das pessoas e a sua própria.
O testemunho gráfico deste volume tem seu charme. Com imagens evocativas que deram Ernesto Rancaño depois de ler os textos, fotografias e Ismael Francisco fotos inéditas fornecidas famílias também favorece trazendo leitores.
Os autores também se refere aos momentos no processo criativo, o que era impossível escapar “ileso” emocionalmente, porque sabiam muitos detalhes que se tornam ainda mais grandioso histórias dos cinco e suas famílias.
Eles também revelaram que a abordagem às famílias vieram a respeito do diálogo, como era doloroso para estes revisar alguns momentos de suas vidas, cujas histórias, como confessou jovens jornalistas, que considera que a verdade é mais estranha que a ficção, por amor e defesa da felicidade é a força motriz por trás de tudo.
*Susana Gomes Bugallo
digital@juventudrebelde.cu
04 de outubro de 2014 01:21:29 CDT

As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
João Baptista Pimentel Neto Jornalista e editor da Diálogos Do Sul.

LEIA tAMBÉM

Cuba
EUA tiram Cuba de lista sobre terrorismo: decisão é positiva, mas não anula sanções
ONU
Palestina como membro pleno da ONU: entenda os reflexos da resolução aprovada
Crise-drogas-EUA
EUA culpam cartéis do México por crise de drogas entre estadunidenses
Cartão Vermelho para Donald Trump...