Pesquisar
Pesquisar

Vazam fotos de Guaidó com narcoparamilitares colombianos durante crise fronteiriça

Venezuelano posou com lideranças da organização criminosa colombiana Los Rastrojos enquanto teria recebido ajuda para cruzar a fronteira de seu país
Redação Sputnik Brasil
Sputnik Brasil
São Paulo (SP)

Tradução:

As fotos se tornaram públicas mediante a denúncia de Wilfredo Cañizares, ativista e líder da Fundação Progresso no Norte de Santander (FPNS), organização não governamental colombiana de direitos humanos. Segundo Cañizares, a misteriosa passagem de Guaidó da Venezuela para a Colômbia foi feita com a ajuda de criminosos colombianos.

Na ocasião, Juan Guaidó foi para o país vizinho para participar de um evento popular chamado Venezuela Aid Live, cujo propósito era levar ajuda humanitária para a Venezuela a partir do território colombiano em fevereiro deste ano. Guaidó havia sido proibido pela Justiça da Venezuela de atravessar a fronteira.

Nas fotos publicadas no Twitter de Wilfredo, é possível ver Guaidó com Albeiro Lobo Quintero, conhecido como Brother, e John Jairo Durán, conhecido como El Menor, ambos líderes da organização criminosa Los Rastrojos.

Venezuelano  posou com lideranças da organização criminosa colombiana Los Rastrojos enquanto teria recebido ajuda para cruzar a fronteira de seu país

Wikimedia Commons Es
Juan Guaidó, o autoproclamado

As fotos foram tiradas em 22 de fevereiro, um dia antes de Guaidó comparecer ao evento que ocorreu em Cucuta, Colômbia.

Dissemos desde o primeiro dia que a entrada de Juan Guaidó em 23 de fevereiro na Colômbia foi coordenada com os Los Rastrojos. Aqui estão Brother armado e o segundo no comando do grupo paramilitar, El Menor. 

Organização criminosa

De acordo com Alberto Ravell, porta-voz de Juan Guaidó, o deputado e opositor venezuelano não sabia quem eram as pessoas que lhe ajudaram na travessia da fronteira.

Los Rastrojos é uma organização criminosa que lucra com o narcotráfico e o comércio ilegal de ouro na Colômbia, informou o portal Semana.

Veja também


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Sputnik Brasil

LEIA tAMBÉM

protestos-peru
Cleptocracia, ignarocracia, bufocracia: o declínio do substantivo "democracia" no Peru
Bolivia-guerra-hibrida-eua (1)
Guerra híbrida na Bolívia entra em nova fase e EUA querem "mudança de regime" até 2025
Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei