Pesquisar
Pesquisar

Venezuela: Novo mandato de Nicolás Maduro será focado no desenvolvimento do país

"Haverá surpresas nos próximos dias que aqueles grupos que declaram guerra ao povo nem imaginam", afirma a vice-presidenta, Delcy Rodríguez
Redação Prensa Latina
Prensa Latina
Caracas

Tradução:

O novo mandato do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, está focado hoje em potencializar o desenvolvimento do país através do fortalecimento da união cívico-militar, o programa de recuperação econômica e a luta contra a corrupção.

Este é o objetivo de Maduro segundo a vice-presidenta da Venezuela, Delcy Rodríguez, que recordou o objetivo do Executivo de defender e preservar a paz e a estabilidade da nação sul-americana.

"Haverá surpresas nos próximos dias que aqueles grupos que declaram guerra ao povo nem imaginam", afirma a vice-presidenta, Delcy Rodríguez

Prensa Latina
Segundo a vice-presidenta, o Executivo prepara um novo pacote de medidas para combater os efeitos da especulação e do dólar paralelo

Com esse objetivo, a primeira linha de trabalho está focada em derrotar o golpismo graças à aliança cívico-militar, disse.

A gestão para este segundo período foca-se em potencializar os setores do país, em particular a produção de petróleo, gás, ouro e diamantes, bem como na implementação do Programa de Recuperação, Crescimento e Prosperidade, iniciado em agosto do ano passado.

O chefe de Estado traçou a iniciativa para enfrentar setores que atentam contra o povo, enfatizou a segunda mandatária em entrevista ao jornalista José Vicente Rangel.

Segundo a vice-presidenta, o Executivo prepara um novo pacote de medidas para combater os efeitos da especulação e do dólar paralelo.

“Haverá surpresas nos próximos dias que aqueles grupos que declaram guerra ao povo nem imaginam”, adiantou Rodríguez. Por outro lado, explicou que o Governo avalia junto aos empresários um novo esquema de preços regulados, para proteger o poder aquisitivo dos venezuelanos depois do presidente ter anunciado na semana passada um novo aumento salarial.

A terceira linha de trabalho é um chamado contra a corrupção, a indolência e a burocracia no funcionarismo público.

“São elementos fundamentais que não permitem que setores retrógrados avancem em um plano neoliberal”, explicou.

Não deixe de assistir o programa especial da Tv Diálogos do Sul sobre a tentativa de golpe na Venezuela:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Prensa Latina

LEIA tAMBÉM

protestos-peru
Cleptocracia, ignarocracia, bufocracia: o declínio do substantivo "democracia" no Peru
Bolivia-guerra-hibrida-eua (1)
Guerra híbrida na Bolívia entra em nova fase e EUA querem "mudança de regime" até 2025
Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei