Pesquisar
Pesquisar

YouTube favorece direita e Bolsonaro ao recomendar vídeos, diz pesquisa da UFRJ

Estudo criou perfis sem histórico de navegação para analisar o algoritmo de recomendação da plataforma; rede social não se pronunciou
Marcelo Hailer
Revista Fórum
São Paulo (SP)

Tradução:

Pesquisa realizada pelo NetLab, grupo de pesquisa sobre redes e comunicação digital da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), indica que o algoritmo do YouTube privilegia a Jovem Pan e vídeos a favor do presidente Bolsonaro (PL) em suas recomendações de vídeos para assistir. 

O estudo realizou 18 visitas-teste ao YouTube durante e, durante aos acessos à plataforma, os canais da Jovem Pan foram indicados 14 vezes na página inicial do YouTube, tendo mais de um vídeo sugeridos.

De acordo com a pesquisa, o vídeo mais recomendado aos usuários foi o da participação de Bolsonaro no programa Pânico, no dia 26 de agosto: essa entrevista foi recomendada em oito visitas-teste em cinco versões (cortes distintos) e, juntos somam 9,6 milhões de visualizações.

Estudo  criou perfis sem histórico de navegação para analisar o algoritmo de recomendação da plataforma; rede social não se pronunciou

Montagem
YouTube favorece Jovem Pan e Bolsonaro nas recomendações de vídeos aos usuários, diz pesquisa.

Na entrevista de Bolsonaro à Jovem Pan recomendada pelo YouTube, o presidente faz ataques sem embasamento ao processo eleitoral do Brasil e repete a malfadada tese de que as “Forças Armadas descobriram centenas de vulnerabilidades nas urnas eletrônicas”. 

Para levantar tais dados, o NetLab criou 18 perfis, que acessaram a plataforma em diferentes datas e horários usando aba anônima do navegador e VPN, ferramenta que oculta o verdadeiro endereço IP do usuário e simulou uma localização geográfica aleatória dentro do Brasil a cada teste. 

O objetivo do estudo era identificar quais os canais e os conteúdos noticiosos tiveram visibilidade destacada pelo algoritmo de recomendação do YouTube durante o período de 23 a 30 de agosto. Dessa maneira, o estudo utilizou o chamado “usuário virgem”, ou seja, sem histórico de navegação em determinados conteúdo para que pudesse alimentar o algoritmo e influenciar as recomendações. 

 Mas, mesmo sendo um usuário sem curtidas ou visualizações em canais de conteúdo de direita, o Youtube recomendou vídeos da Jovem Pan e pró-Bolsonaro na maior parte das vezes.  

A pesquisa também elencou os canais de comunicação mais indicados pelo YouTube e a Jovem Pan aparece à frente sendo recomendada em 55% das visitas (10 de 18). Isso a coloca bem à frente do UOL (5), CNN Brasil (1) e Band Jornalismo (1).  

Além disso, na página inicial do YouTube, a Jovem Pan também lidera as indicações de vídeos para se assistir: Jovem Pan (25), UOL (16), Grupo Bandeirantes (9), CNN (8), Correio do Povo (7), SBT (6), Metrópoles (5) e Fundação Padre Anchieta (5).  

A plataforma, além de privilegiar vídeos pró-Bolsonaro, também destaca conteúdo da Jovem Pan que atacam e apresentam o ex-presidente Lula (PT) como “chefe de quadrilha” e “doente mental”. Há vídeos também que afirmam que Lula está atrás de Bolsonaro na pesquisa Ibope e afirmam que o Supremo Tribunal Federal (STF) fez uma aliança com o petista.  

À Folha de S. Paulo, a pesquisadora e diretora do NetLab Marie Santini declarou que “é muito grave o Youtube, uma plataforma com mais de 130 milhões de usuários no Brasil, privilegiar um veículo de mídia no seu sistema de recomendação, diante de tantas outras fontes. Ainda mais por [a Jovem Pan] ser um veículo hiperpartidário, claramente bolsonarista, que não dá isonomia aos candidatos. Essa situação cria um desequilíbrio nas eleições, faz propaganda com o uso do algoritmo, pois a recomendação é uma forma de moderação de conteúdo”.  

Santini também afirma que o “YouTube precisa abrir a caixa preta do algoritmo de recomendação, mostre como funciona, quais são os critérios de recomendação utilizados para entendermos o que está acontecendo”.  


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:

  • PIX CNPJ: 58.726.829/0001-56 

  • Cartão de crédito no Catarse: acesse aqui
  • Boletoacesse aqui
  • Assinatura pelo Paypalacesse aqui
  • Transferência bancária
    Nova Sociedade
    Banco Itaú
    Agência – 0713
    Conta Corrente – 24192-5
    CNPJ: 58726829/0001-56

       Por favor, enviar o comprovante para o e-mail: assinaturas@websul.org.br 


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Marcelo Hailer

LEIA tAMBÉM

Lula
Frei Betto | Para Lula, momento exige maior sintonia entre governo e movimentos sociais
Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização