Pesquisar
Pesquisar

A FNCL nomeia novo diretor da EICTV

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

Jeronimo Labrada.
Jeronimo Labrada.

Em reunião ordinária do Conselho Diretor ampliado da Fundação do Novo Cinema Latino-Americano (FNCL) realizada entre os dias 16 e 18 de julho de 2013, o cineasta cubano Jerónimo Labrada foi nomeado diretor em exercício da EICTV – Escola Internacional de Cinema e Televisão de San Antonio de los Baños. Jerónimo Labrada, destacado cineasta e engenheiro de som de uma grande quantidade de filmes significativos do cinema cubano e latino-americano é professor fundador da Escola e foi durante vários anos vice-diretor acadêmico e chefe da Cátedra de Som.

Em encontro celebrado com a imprensa na sede da FNCL, onde estiveram presentes os membros do Conselho Superior da FNCL, Osvaldo Daicich (Argentina), Verónica Córdoba (Bolívia), Manuel Pérez Paredes (Cuba), Nora de Izcue (Peru) e Alquimia Peña (Cuba),
bem como Jerónimo Labrada (Cuba), foram comentados os programas docentes da Escola e suas perspectivas para o próximo curso acadêmico entre outros temas. No encontro também foi divulgada uma declaração oficial que compartilhamos com nossos leitores:

FORTE APOSTA À FORMAÇÃO CINEMATOGRÁFICA DA ESCOLA
INTERNACIONAL DE CINEMA E TELEVISÃO DE SAN ANTONIO DE LOS BAÑOS

Em um emocionante ato realizado no passado dia 15 de julho na Escola Internacional de Cinema e Televisão (EICTV) de San Antonio de los Baños, Cuba, 34 novos cineastas celebraram sua graduação. Esse 22º grupo de formandos do curso regular eleva a 810 o número de cineastas formado pela Escola durante seus 27 anos de existência. 87 por cento dos graduados são da América Latina, do Caribe, da África e da Ásia e os 13% restantes de outros países do mundo.

Este êxito alcançado pela EICTV é celebrado em meio à inquietação gerada pela investigação fiscal de um conjunto de irregularidades que não repercutiram na vida acadêmica da Escola e que oportunamente foram detalhadas por Fernando Rojas, vice-ministro de Cultura de Cuba, em entrevista concedida ao meio digital La Jiribilla. Conforme suas declarações, a investigação foi focalizada na área administrativa subordinada ao Ministério de Cultura.

A partir do gesto do diretor geral, Rafael Rosal Paz, colocando a disposição seu cargo para facilitar o bom funcionamento da Instituição, a Fundação do Novo Cinema Latino-Americano
(FNCL) confirmou como seu substituto em exercício o vice-diretor acadêmico  Jerónimo Labrada, prestigioso engenheiro de som cubano e docente fundador, que assume a continuidade deste projeto reconhecido como referencia internacional de formação audiovisual.

As instâncias que acompanham a EICTV com apoio técnico e financeiro são a FNCL, o Ministério de Cultura de Cuba, o Instituto Cubano de Arte e Industria Cinematográficos (ICAIC), juntamente com um grupo de governos e organizações internacionais. Todas essas instâncias constatam uma vez mais a força deste projeto, sua vitalidade e o impacto de seus resultados na transformação do panorama audiovisual da região.

Centenas de graduados no curso regular realizam filmes, fundam instituições, estabelecem empresas e redes audiovisuais que têm contribuído para dinamizar as indústrias audiovisuais de cada um de seus países. Essa atividade tem modificado o espaço audiovisual e, portanto, requer uma nova análise, na Fundação e na Escola, das formas e objetivos que devem ser aplicados hoje, 27 anos depois de sua criação.

Por esse motivo, foi postergado por um ano o ingresso de novos alunos, com a finalidade de ter um espaço para refletir e elaborar propostas adequadas aos novos desafios. Continuam vigentes os cursos dos alunos de 2º e 3º anos, assim como as oficinas internacionais e os cursos de Altos Estudos.

Havendo superado esse incidente que consideramos que foi distorcido ou exagerado por alguns meios de informação, a EICTV se encaminha para o novo ano letivo que se inicia em setembro, quando mais de oitenta estudantes continuarão se beneficiando de uma formação acadêmica de excelência, o que tem levado esta instituição a ser reconhecida como uma das mais prestigiosas escolas de cinema do mundo.

Havana, 19 de julho de 2013.


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Revista Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

Cuba
EUA tiram Cuba de lista sobre terrorismo: decisão é positiva, mas não anula sanções
19 pontos que comprovam os sucessos de Cuba em direitos humanos nos últimos 5 anos
O que querem Almagro e a OEA em Cuba às vésperas das eleições?
Centenário de Pérez Prado: “!Que rico suena el mambo!”