Pesquisar
Pesquisar

Brasil, Argentina e mais países ajudam Chile contra incêndio que já atingiu 270 mil hectares

“A solidariedade latino-americana é nosso guia para nos fortalecermos", afirmou o presidente argentino Alberto Fernández
Redação Telesur
Telesur
Santiago

Tradução:

Autoridades chilenas informaram neste domingo (5) que países como Argentina, Espanha e outras nações latino-americanas enviaram ajuda para combater os incêndios que afetam o país, tendo provocado a morte de 24 pessoas.

“Trata-se de 50 profissionais que chegam da Espanha para dar apoio a autoridades, Exército, Bombeiros e brigadistas na extinção dos incêndios florestais”, publicou em sua conta no Twitter o Governo do Chile.

Facebook não modera e ainda promove fake news sobre o clima, apontam documentos

Da Argentina chegaram 64 brigadistas, um helicóptero, 15 caminhonetes com equipamento florestal e materiais para lutar contra o fogo, que fez cerca de 1.000 feridos, 26 gravemente, e destruiu 800 casas.

O presidente argentino Alberto Fernández afirmou que “a solidariedade latino-americana é nosso guia para nos fortalecermos. Estaremos sempre para acompanhá-los e ajudá-los a superar momentos difíceis como este. Somos uma região de povos irmãos”.

Por sua vez, o presidente da Colômbia, Gustavo Petro, anunciou o envio ao Chile de material e especialistas em apagar incêndios, que até o momento atingiram cerca de 270.000 hectares.

O Brasil enviou brigadistas florestais e um avião, enquanto que a Venezuela ajudou com o envio de 60 de seus bombeiros especializados em combate a incêndios e três técnicos. Por sua vez, o Peru fez chegar helicópteros para a luta contra o fogo e o México, dois aviões com cerca de 300 voluntários.

Redação | Telesur
Tradução: Ana Corbisier


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Telesur

LEIA tAMBÉM

Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização
Rio-Grande-do-Sul-emergencia-climatica
Além do RS: América do Sul teve outros 3 eventos climáticos extremos apenas em 2024
Quenia-inundações
Inundações no Quênia matam 238 pessoas; governo ignorou alertas meteorológicos