Pesquisar
Pesquisar

China atinge meta da ONU de erradicação da pobreza 10 anos antes do prazo de 2030

O presidente Xi Jinping saudou a retirada de 850 milhões de pessoas da miséria como uma "conquista sem precedentes"
Redação Sputnik Brasil
Sputnik Brasil
São Paulo (SP)

Tradução:

Em um discurso em uma cerimônia em Pequim nesta quinta-feira (25) para elogiar os combatentes da pobreza, Xi Jinping disse que sua campanha contra a miséria extrema melhorou a vida 100 milhões de pessoas nos últimos oito anos.

“Não há outro país que poderia alcançar um progresso tão notável no alívio da pobreza em tão pouco tempo”, disse ele.

O presidente da China disse também que seu país promoveu um “milagre” ao erradicar a pobreza extrema, e que a “vitória completa entraria para a história”, escreve o portal South China Morning Post.

O presidente Xi Jinping saudou a retirada de 850 milhões de pessoas da miséria como uma "conquista sem precedentes"

Sputnik / Aleksei Nikolski
O presidente da China Xi Jinping

Limite estabelecido pela China

O país entende por pobreza extrema pessoas que ganham menos de US$ 620 por ano (R$ 3.408,95). Em seu discurso na quinta-feira (25), Xi Jinping reiterou diversas vezes que “a árdua tarefa de erradicar a miséria extrema foi cumprida”.

O limite estabelecido pela China para definir a pobreza extrema é de US$ 1,69 (R$ 9,29) por dia. Em comparação, o limite do Banco Mundial é de US$ 1,90 (R$ 10,45).

“De acordo com os critérios atuais, todas as 98,99 milhões de pessoas das áreas rurais e pobres foram retirados da pobreza, assim como 832 condados e 128.000 aldeias”, enfatizou o presidente da China.

Leia também
China já está nos cinco continentes. Entenda “boom” econômico que mudará eixo do mundo

Espera-se que sete pessoas que ocupam altos

Com isso, a China atingiu a meta da ONU de erradicação da pobreza dez anos antes do prazo de 2030, afirmou.

A erradicação da miséria rural foi uma das principais campanhas de Xi Jinping desde que ele assumiu o poder, em 2012. Na cerimônia de quinta-feira, o presidente entregou medalhas às principais personalidades na luta contra a pobreza.

Redação Sputnik Brasil


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na Tv Diálogos do Sul

 

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Sputnik Brasil

LEIA tAMBÉM

Netanyahu
Pouco há para comemorar na decisão da Corte Penal Internacional contra Netanyahu
Nationale Sozialisten,Demonstration,Recht auf Zukunft,Leipzig,17
Conluio da extrema-direita realizado em Madri é só a ponta do iceberg
EUA-fentanil
A DEA, a ofensiva contra o México, o fentanil e os mortos por incúria
Wang-Wenbin-China
China qualifica apoio dos EUA a separatismo em Taiwan como “grave violação” e exige retratação