Pesquisar
Pesquisar

Emergência em 31 cidades: Alagoas tem mais de 24 mil pessoas desalojadas após inundações

A capital, Maceió, juntamente com outros 36 municípios, são as áreas mais impactadas
Redação Mídia Ninja
Mídia Ninja
São Paulo (SP)

Tradução:

Alagoas enfrenta uma crise de enxurradas e inundações causada por chuvas intensas, resultando em mais de 24 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas em todo o estado. O boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual nesta segunda-feira (10) revelou um aumento de aproximadamente 400 pessoas afetadas em relação ao balanço divulgado anteriormente. O estado decretou situação de emergência em 31 cidades por 180 dias.

A capital, Maceió, juntamente com outros 36 municípios, são as áreas mais impactadas pelos efeitos das inundações. A lista divulgada pela Defesa Civil revela os locais com maior número de pessoas afetadas. Liderando o ranking, está Matriz de Camaragibe, com 3.548 pessoas desabrigadas ou desalojadas. Em seguida, aparecem Marechal Deodoro, com 3.503 afetados, São Miguel dos Milagres, com 3.008, União dos Palmares, com 2.302, e Rio Largo, com 2.108.

Uma morte já foi registrada. Jadson da Silva, conhecido como “Nem”, um vaqueiro de 30 anos, perdeu a vida na última sexta-feira (7) em uma fazenda localizada entre as cidades de Joaquim Gomes e Flexeiras. Segundo informações da Defesa Civil, Jadson caiu em um riacho enquanto atravessava com sua motocicleta e foi arrastado pela força das águas. Seu corpo, junto com o veículo, foi encontrado mais adiante do local do incidente.

De acordo com a Defesa Civil, o nível da inundação começou a diminuir nesta segunda (10).

Redação | Mídia Ninja


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Mídia Ninja

LEIA tAMBÉM

Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização
Rio-Grande-do-Sul-emergencia-climatica
Além do RS: América do Sul teve outros 3 eventos climáticos extremos apenas em 2024
Quenia-inundações
Inundações no Quênia matam 238 pessoas; governo ignorou alertas meteorológicos