Pesquisar
Pesquisar

Fernández acelera reativação da economia visando reverter derrota nas primárias

Muitas são as medidas que estão em curso, entre as quais a ampliação do programa de emprego Te Sumo, para que seja mais massivo e chegue a 50 mil trabalhadores
Maylín Vidal
Prensa Latina
Buenos Aires

Tradução:

Sem tempo a perder, o presidente argentino Alberto Fernández retomou as forças com um Gabinete renovado e convoca seu espaço político para trabalhar em conjunto para reverter o fraco resultado das primárias de novembro.

Os dias são urgentes e há muito o que fazer, principalmente em relação à reativação econômica, com um país que já havia sido atingido; além disso, o impacto da Covid-19 aumentou o desemprego, a pobreza e paralisou a produção.

Fernández e sua equipe aceleraram a reativação da economia e para isso estão trabalhando em um pacote de medidas assistenciais para fortalecer a renda e contribuir, entre outras coisas, para aliviar uma parte importante da sociedade que sentiu o golpe neste momento complexo.

A mensagem das urnas é clara e tem sido reconhecida pelo Executivo e pelo Frente de Todos, cujos candidatos, militantes e dirigentes saem às ruas para ouvir a população em busca de reverter o resultado das primárias, faltando 54 dias para a votação nas eleições gerais, onde são definidos 24 cargos no Senado e 127 na Câmara dos Deputados.

Muitas são as medidas que estão em curso, entre as quais a ampliação do programa de emprego Te Sumo, para que seja mais massivo e chegue a 50 mil trabalhadores

prensa latina
o presidente argentino Alberto Fernández

Aumento do salário mínimo

Hoje será um dia importante. O Executivo buscará fechar com empresários e sindicatos um aumento no Salário Mínimo, Vital e Móvel entre 10 e 13 pontos, com o qual a inflação estimada para este ano no Orçamento 2022 seria passada em alguns pontos.

Por outro lado, de acordo com diversos meios de comunicação como a Âmbito Financeiro, se trabalha para agregar bônus aos desempregados e aposentados, um programa de ampliação do emprego e conversão de planos sociais em trabalho e empréstimos não bancários para projetos produtivos de economia popular.

Soma-se a isso o aumento do mínimo não tributável para os assalariados formais e a expansão das obras públicas.

A previsão é que ao final do meio-dia o Ministro do Trabalho, Claudio Moroni, encabece de maneira virtual um encontro com empresários de bancos nacionais, Bolsa de Valores, Câmara da Construção, União Industrial, Sociedade Rural e Câmara Argentina de Comércio para fechar com as centrais e sindicatos um aumento salarial à frente do esperado.

Primárias na Argentina surpreendem com ascensão da ultradireita e vitória do macrismo

Muitas são as medidas que estão em curso, entre as quais a ampliação do programa de emprego Te Sumo, para que seja mais massivo e chegue a 50 mil trabalhadores. É um plano de emprego para o segmento dos 18 aos 24 anos, que se insere num contexto de 31 por cento de desemprego juvenil.

Enquanto o governo foca no fortalecimento da arrecadação em um país onde a inflação não deu trégua desde a gestão anterior de Mauricio Macri, também está trabalhando no orçamento para o próximo ano, cuja discussão no Congresso começa nesta semana, com dia ainda por definir.

De acordo com o projeto orçamentário para 2022, espera-se um crescimento do PIB de quatro por cento, uma inflação de 33% e um dólar a 131,1 pesos argentinos.

Fazemos parte de um movimento que sabe ouvir as demandas populares e a voz do povo’, disse ontem o presidente Fernández, depois de reiterar que ouviu a muitos e deseja manter sua palavra para entender porque o povo votou daquela maneira.

Argentina: Disputa pelas primárias expõe cenário polarizado para eleições de novembro

O presidente anunciou que as medidas em curso estão relacionadas com decisões que vão tomar a partir de agora, com o objetivo de responder a uma parte do eleitorado que a Covid-19 deixou mal, e o crescimento econômico não chegou com a velocidade desejada.

Após assumir as funções, o novo Chefe do Gabinete de Ministros, Juan Manzur, antecipou que procurará flexibilizar mais as restrições impostas no quadro da pandemia para favorecer a incipiente reativação econômica.

Em declarações à Prensa Latina, o jornalista e secretário de Relações Internacionais do Partido Comunista Argentino, Jorge Kreyness, considerou que o resultado das primárias de 12 de setembro foi um alerta e que estes dois meses serão cruciais.

Maylín Vidal, correspondente de Prensa Latina em Buenos Aires

Prensa Latina, especial para Diálogos do Sul — Direitos reservados.


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na Tv Diálogos do Sul

 

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Maylín Vidal

LEIA tAMBÉM

Gustavo Petro
Violação dos acordos de paz: entenda por que Petro vai denunciar a própria Colômbia na ONU
Haiti
Haiti: há pelo menos 20 anos comunidade internacional insiste no caminho errado. Qual o papel do Brasil?
Betty Mutesi
“Mulheres foram protagonistas na reconstrução da paz em Ruanda”, afirma ativista Betty Mutesi
Colombia-paz
Possível retomada de sequestros pelo ELN arrisca diálogos de paz na Colômbia