Pesquisar
Pesquisar

Produtos naturais cubanos em benefício da vida

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

Vivian Collazo Montano*

O grupo empresarial cubano Labiofam
O grupo empresarial cubano Labiofam

O Grupo Empresarial Labiofam conta hoje com 18 produtos naturais catalogados como suplementos nutricionais, destinados à população cubana e com possibilidades de expansão para o mercado internacional. Entre eles sobressai a Propolina, composto por uma mescla de propóleos, utilizada para otimizar o sistema imunológico, contribuir para a cicatrização ou diminuir dores e inflamações.

Nutrisol é uma mistura de sávia de pseudotalo de banana, tintura de propóleos, mel de abelhas, vitamina C, ferro, minerais e proteínas, apresentado em forma de xarope reconstituinte e antianemia.

O Asmacán, à base de extratos derivados da sávia do pseudotalo de banana, Aloe Barbadensis, flor de majagua hibisco ou algodoeiro da praia(???), tintura de propóleos, mel de abelhas e vitamina C, conferem à fórmula propriedades antioxidantes, broncodilatadoras, expectorantes, antiasmáticas e anticatarral.

Outros, como o Vimang, derivado da manga, cuja apresentação em forma de creme é indicada para algumas afecções dermatológicas; ou o Ferrical, como suplemento de ferro e a Spirulina, suplemento nutricional.

Do total de produtos registrados, oito estão incluídos no quadro básico de medicamentos disponíveis nas farmácias do país, disse Yudit Rodríguez, especialista do Grupo, durante um simpósio que fez parte do recém concluído Congresso internacional Labiofam 2014.

Prensa Latina conversou com a licenciada Ivonne García, especialista do centro de desenvolvimento da empresa, sobre outro suplemento, o Acitán, um composto que se obtém a partir do pseudotalo da banana e, por seu conteúdo em minerais e outras substâncias, é considerado um suplemento nutritivo e terapêutico.

O produto constitui atualmente uma opção para a alimentação saudável de toda a família, por seu alto conteúdo de magnésio, sódio, zinco e cobalto, fibras dietéticas insolúveis e minerais.

Dada sua composição, o Acitán contribui para melhorar a função do intestino grosso e os trastornos originados por processos inflamatórios, oxidantes e de autoimunidade, afirmou García.

Neste momento não é vendido à população, devido a que sua produção ainda é pequena, mas é doado a pacientes que necessitam de um suplemento como este, disse.

Comentou ainda que o Grupo desenvolve um projeto para construir uma fábrica onde serão produzidos o Acitán e outros complementos.

Todas as fórmulas do Labiofam são precedidas por rigorosa pesquisa, além de uma análise do ponto de vista toxicológico, assegurou García.

Terapias para o câncer

O desenvolvimento de terapias para o câncer a partir de produtos naturais é también um objetivo do Labiofam, e sobre esse tema foram apresentados vários trabalhos no evento.

A esse respeito, a doutora María Amparo Estepa, da Universidade Miguel Hernández, na Espanha, afirmou que os tumores malignos constituem hoje causa importante de doença e morte, e embora existam múltiplas ferramentas para combatê-los, são necessários novos agentes terapêuticos, mais eficazes e menos tóxicos.

Explicou que os programas de controle do câncer englobam desde a detecção precoce, a cirurgia e a quimioterapia, até remédios de última geração. No entanto, é necessário obter compostos mais seletivos, de baixo peso molecular, que produzam menos efeitos secundários.

Estepa falou sobre as possibilidades dos péptidos, associações de aminoácidos de pequeno tamanho, biocompatíveis, com capacidade de penetração celular, facilidade de modificação química e menor custo de produção. Afirmou que pelo menos 60 deles estão aprovados no mundo para uso como medicamentos.

Referiu-se aos estudos que há cerca de seis anos realizam em conjunto o Grupo empresarial Labiofam e o Instituto de Biologia molecular e celular da citada Universidade, com o péptido RJLB-14, o qual, em experiências in vitro e in vivo demonstrou que inibe o crescimento dos tumores.

Em entrevista a Prensa Latina, Estepa explicou que sua instituição começou a trabalhar com um produto natural, obtido em Cuba, que como eles sabiam, tinha ação antitumoral.

Destacou que no processo de pesquisa obteve-se uma molécula muito específica e potente para o tratamento do câncer, que além disso não parece ter efeitos secundários.

Os tumores onde os resultados foram mais promissores foram o pulmão, mamas, glioblastoma, e cérvico-uterino, disse.

Por enquanto definimos que “o péptido RJLB-14 cumpre os requisitos necessários para ser um novo agente quimioterápico no tratamento do câncer, razão pela qual realizamos ensaios para demonstrar seu alcance e segurança, e esperamos que em um ano possamos fazer pesquisas em humanos”, relatou.

Por sua parte, Regla María Medina Gali, que faz parte do grupo multidisciplinar do Labiofam que trabalha com o RJLB-14, destacou que os resultados obtidos com o produto são muito promissores.

Disse que em todas as provas realizadas observou-se uma alta porcentagem de redução no tamanho dos tumores, inibindo seu crescimento.

Também afirmou que o princípio ativo possui uma alta seletividade e especificidade sobre tumores humanos, e entre as características que valorizam o composto destaca-se o fato de inserir-se especificamente nas células tumorais.

Já estão em curso as pesquisas para demonstrar seu alcance e segurança para o futuro desenvolvimento de fórmulas que possam levar a ensaios clínicos no mais curto prazo, disse Medina Gali a Prensa Latina.

 

*Prensa Latina de Havana para Diálogos do Sul – Tradução de Ana Corbisier

 


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Revista Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

Cuba
EUA tiram Cuba de lista sobre terrorismo: decisão é positiva, mas não anula sanções
19 pontos que comprovam os sucessos de Cuba em direitos humanos nos últimos 5 anos
O que querem Almagro e a OEA em Cuba às vésperas das eleições?
Centenário de Pérez Prado: “!Que rico suena el mambo!”