Pesquisar
Pesquisar

Uso de mísseis dos EUA para atacar Crimeia seria declaração de guerra, denuncia Rússia

Tentativa do regime da Ucrânia de "recuperar" esse território só levará a uma resposta militar, porque a península tem um significado sagrado para a Rússia
Redação Pátria Latina
Prensa Latina
Moscou

Tradução:

Os supostos ataques contra a Crimeia com mísseis estadunidenses podem ser considerados uma declaração de guerra por parte dos Estados Unidos, disse no domingo (5) o deputado da Duma estatal russa, Mickail Sheremet.

Segundo afirmou neste domingo Sheremet à agência RIA Novosti, o governo estadunidense devia “guardar para si mesmo os contos de fadas sobre o uso à vontade dos mísseis de longo alcance por parte de Kiev”.

Ponte da Crimeia, atacada em outubro, pode estar 100% restaurada em março de 2023

O deputado também considerou que chegou o momento de cortar por completo os corredores pelos quais são fornecidas armas ocidentais a Kiev, e de convencer os Estados Unidos e a Polônia da inutilidade da agressão contra a Rússia.

Por sua vez, o chefe do Comitê de Legislação do Parlamento da Crimeia, Serguei Trofimov, declarou que uma tentativa do regime da Ucrânia de “recuperar” esse território só levará a uma resposta militar, porque a península está protegida e tem um significado sagrado para a Rússia.

Redação | Prensa Latina
Tradução: Ana Corbisier


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Pátria Latina

LEIA tAMBÉM

Netanyahu
Pouco há para comemorar na decisão da Corte Penal Internacional contra Netanyahu
Nationale Sozialisten,Demonstration,Recht auf Zukunft,Leipzig,17
Conluio da extrema-direita realizado em Madri é só a ponta do iceberg
EUA-fentanil
A DEA, a ofensiva contra o México, o fentanil e os mortos por incúria
Wang-Wenbin-China
China qualifica apoio dos EUA a separatismo em Taiwan como “grave violação” e exige retratação