Pesquisar
Pesquisar

XXIII Feira Internacional do Livro – Cuba 2014

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

José Ignacio Martínez*

feira1A XXIII Feira Internacional do Livro Cuba 2014, será realizada em Havana de 13 a 23 de fevereiro, o evento é dedicado ao Equador. 

A presidente do Instituto Cubano do Livro, Zuleika Romay Guerra observou que o festival literário apresentará mais de 700 títulos.
Ela afirmou que será dado especial destaque as obras dos escritores equatorianos.
Zuleika Romay ressaltou que esta será uma feira memorável e que além das obras literárias também estão programadas exibições de filmes e mostraa de outras linguagens artísticas como música, dança e teatro.
Zuleika Romay informou que o evento já tem confirmada a participação de várias delegações estrangeiras. “Já estão confirmados quase 160 participantes, 120 deles escritores, e de 138 expositores. A exposição será realizada na sede da Fortaleza de San Carlos de la Cabaña,
Destacou ainda que no programa deste ano, será pela ela primeira realizado um simpósio sobre antropologia e arqueologia, que terá uma presença significativa de especialistas equatorianos, cubanos e mexicanos.
A programação será realixada na Universidade de Havana e em outros locais , dos quais destacam-se o Cuba Pavilion, a Sociedade Cultural José Martí, Centro de Estudos Martirianos e a Associação Cubana das Nações Unidas, entre outros.
Dedicada a promover o melhor da literatura nacional e estrangeira, o evento vai homenagear Gertrudis Gómez de Avellaneda em seu 200 º aniversário e o centenário dos cubanos Samuel Feijoo e Onelio Jorge Cardoso.
José Ignacio Martínez, Prensa Latina de Havana, Cuba para Diálogos do Sul


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Revista Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

Cuba
EUA tiram Cuba de lista sobre terrorismo: decisão é positiva, mas não anula sanções
19 pontos que comprovam os sucessos de Cuba em direitos humanos nos últimos 5 anos
O que querem Almagro e a OEA em Cuba às vésperas das eleições?
Centenário de Pérez Prado: “!Que rico suena el mambo!”