Pesquisar
Pesquisar

China acusa EUA de levarem Covid19 para seu território; Rússia já investigava assunto

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Zhao Lijian sugeriu que militares estadunidenses podem ter disseminado o coronavírus em Wuhan
Redação Nocaute
Nocaute
São Paulo (SP)

Tradução:

Segundo o jornalista Gabriel Crossley, correspondente da Agência Reuters em Pequim, a China se ofendeu com os comentários de autoridades estadunidenses que acusaram o país de “não agir rapidamente para enfrentar o vírus”, detectado pela primeira vez em Wuhan no final do ano passado, e da “falta de transparência na divulgação de informações”.

Embora a imprensa internacional tenha considerado as declarações de Lijian como “teoria da conspiração”, a verdade é que a Rússia já vinha investigando o assunto antes mesmo da manifestação do porta-voz chinês. Por orientação do Kremlin, alguns dos mais renomados infectologistas e epidemiologistas da Rússia convocados há semanas já trabalhavam com a suspeita de que o coronavírus tenha sido desenvolvido em laboratório e “plantado” em Wuhan pelos Estados Unidos. 

Para a Reuters, tudo começou na quarta-feira, quando o conselheiro de segurança nacional dos EUA, Robert O’Brien, disse que a pouca velocidade da reação da China ao surgimento do coronavírus provavelmente terá custado ao mundo dois meses de preparação para o surto.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Zhao Lijian sugeriu que militares estadunidenses podem ter disseminado o coronavírus em Wuhan

Twitter / reprodução
O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian

Transparência

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, rebateu no Twitter afirmando que eram os Estados Unidos que não tinham transparência.

“Quando o paciente zero apareceu nos EUA? Quantas pessoas estão infectadas? Quais são os nomes dos hospitais? Pode ter sido o exército dos EUA quem trouxe a epidemia para Wuhan. Sejam transparentes! Tornem públicos seus dados! Os EUA nos devem uma explicação!”, escreveu Zhao – sem, no entanto, oferecer evidências de que militares dos EUA sejam os responsáveis pelo surto na China.

Na quinta-feira, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Zhao, Geng Shuang, criticou as autoridades estadunidenses por comentários “imorais e irresponsáveis” que culpam a resposta de Pequim ao coronavírus e por agravar o impacto global da pandemia.

Questionado sobre as declarações de O’Brien, Geng disse em Pequim que esses comentários, vindo de autoridades estadunidenses, não colaboram com os esforços para conter a epidemia. “O empenho da China para diminuir a disseminação deu mais tempo ao mundo para se preparar contra o vírus”, acrescentou.

“Desejamos que as autoridades dos EUA se concentrem em responder ao vírus e promover a cooperação entre os países e não em transferir a culpa para a China”.


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Veja também


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Nocaute

LEIA tAMBÉM

EUA-fentanil
12 mortes/hora: EUA usam crise de overdose no país para abalar progressismo de Obrador
Crise-drogas-EUA
EUA culpam cartéis do México por crise de drogas entre estadunidenses
Laura Richardson - Peru
Rio Amazonas em risco: o que se sabe sobre laboratórios biológicos dos EUA no Peru
gravidez precoce argentina
Programa que cortou pela metade gravidez precoce na Argentina pode desaparecer sob Milei