Pesquisar
Pesquisar

Das 47 candidatas à vacina contra a Covid-19 registradas pela OMS, duas são cubanas

A instituição BioCubaFarma assinalou que a primeira candidata à vacina, a cubana Soberana 1, e agora a Soberana 2, fazem parte das 47 contra o SARS-COV-2
Juan Diego Nusa Peñalver
Granma
Havana

Tradução:

A Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu ontem a segunda candidata à vacina cubana Soberana 2 em seu site oficial de projetos em fase de testes clínicos contra a Covid-19, segundo publica, em sua conta da rede social Twitter, o Instituto Finlay de Vacinas (IFV).

A instituição BioCubaFarma assinalou que a primeira candidata à vacina, a cubana Soberana 1, e agora a Soberana 2, fazem parte das 47 contra o SARS-COV-2, registradas em nível mundial pela OMS.

Destacou que, desde a última segunda-feira, começou a fase I de testes clínicos da Soberana 2, «a cargo da pesquisadora principal, doutora María Eugenia Toledo, do Instituto de Medicina Tropical Pedro Kourí. O teste clínico transcorre com a tranquilidade esperada». Soberana 2 é uma vacina conjugada, que induz uma resposta imune-protetora potente, inclusive em nível mucoso, para evitar a entrada do vírus e estimular uma memória imune duradoura.

Também se soube que dirigentes do IFV apresentaram à Organização Mundial e Panamericana da Saúde os avanços da Soberana 1, em um encontro virtual na sede dessas organizações na capital cubana. Os especialistas debateram sobre o teste clínico fase I-II, que validará a eficácia da candidata a vacina, relatou PL.

Há alguns dias, o Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB) apresentou o expediente técnico de sua primeira candidata a vacina ao Centro para o Controle Estatal de Medicamentos, Equipamentos e Dispositivos Médicos (Cecmed).

Tradução de Ana Corbisier


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Veja também

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Juan Diego Nusa Peñalver

LEIA tAMBÉM

Crise-drogas-EUA
EUA culpam cartéis do México por crise de drogas entre estadunidenses
Laura Richardson - Peru
Rio Amazonas em risco: o que se sabe sobre laboratórios biológicos dos EUA no Peru
gravidez precoce argentina
Programa que cortou pela metade gravidez precoce na Argentina pode desaparecer sob Milei
Vacina_russa_Putin
Rússia deve finalizar vacina contra o câncer em breve, diz Putin