Pesquisar
Pesquisar

Sputnik V: Primeiras doses da vacina russa contra Covid-19 chegam à Bolívia

As vacinas russas Sputnik V serão aplicadas inicialmente ao pessoal de saúde na linha de frente da luta contra a Covid-19
Redação Prensa Latina
Prensa Latina
La Paz

Tradução:

As primeiras doses da vacina russa Sputnik V chegarão hoje à Bolívia, informou o Ministério das Relações Exteriores.

O lote inicial do imunizador, transportado do país europeu para Buenos Aires em um avião argentino, chegará a La Paz em um navio boliviano, acrescenta uma declaração do Ministério das Relações Exteriores.

As vacinas russas serão aplicadas inicialmente ao pessoal de saúde na linha de frente da luta contra a Covid-19, cuja segunda onda atingiu o país andino desde o início do ano, diz a declaração.

As vacinas russas Sputnik V serão aplicadas inicialmente ao pessoal de saúde na linha de frente da luta contra a Covid-19

Prensa Latina
A vacina russa Sputnik V

O embarque da Sputnik V, cuja quantidade não foi especificada na declaração do Ministério das Relações Exteriores, é o primeiro de um total de 5,2 milhões de vacinas acordadas entre a Bolívia e a Rússia, de acordo com a mídia local.

A Bolívia anunciou no início deste mês que para imunizar a população contra o Covid-19 combinará a vacina russa Sputnik V com a vacina britânica Oxford/AstraZeneca, cuja chegada está prevista para os próximos dias.

“Estas são duas vacinas seguras que entrarão no país, e possivelmente uma terceira e até uma quarta”, disse Álvaro Terrazas, vice-ministro de Gestão do Sistema de Saúde na época.

A combinação de todos esses medicamentos cobrirá toda a população em risco, 80% dos mais de 11 milhões de habitantes, incluindo cerca de 300.000 trabalhadores da área de saúde, disse Terrazas.

Redação Prensa Latina

Prensa Latina, especial para Diálogos do Sul — Direitos reservados.


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Prensa Latina

LEIA tAMBÉM

Crise-drogas-EUA
EUA culpam cartéis do México por crise de drogas entre estadunidenses
Laura Richardson - Peru
Rio Amazonas em risco: o que se sabe sobre laboratórios biológicos dos EUA no Peru
gravidez precoce argentina
Programa que cortou pela metade gravidez precoce na Argentina pode desaparecer sob Milei
Vacina_russa_Putin
Rússia deve finalizar vacina contra o câncer em breve, diz Putin