Sputnik / Serviço de imprensa do Ministério das Relações Exteriores da Rússia
Twitter | Reprodução